NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO SARGENTO PÓVOAS DA CPGD IND

É com profundo sentimento de pesar que o Comando da Polícia Militar, em nome dos seus oficiais, praças e funcionários civis lamenta o falecimento do sargento Antonilson Póvoas Sousa, 46 anos, que era lotado na Companhia de Policiamento de Guarda Independente (CPGD Ind).

No final da noite de segunda-feira, dia 20, o policial militar foi atingindo com um disparo de arma de fogo em uma tentativa de assalto na Rua 10 do Bairro Maiobão. Ele foi socorrido, mas infelizmente não resistiu e veio a óbito no Hospital Clementino Moura, Socorrão II, em São Luís.

A família policial militar externa seus sentimentos, estendendo seu pesar e solidariedade à família do sargento Póvoas neste momento tão difícil e triste. Um policial que sempre cumpriu suas missões com afinco e compromisso com a nobre missão de defender a sociedade. Aos amigos de farda deixa uma lacuna e exemplo de grande profissional e amigo.

Familiares do sargento Póvoas informaram que o velório está acontecendo na Igreja Evangélica da Restauração, situada na Avenida 3, S/N, próximo ao CAIC, no Bairro Maiobão.

Fonte: https://pm.ssp.ma.gov.br

One thought on “NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DO SARGENTO PÓVOAS DA CPGD IND

  1. Obrigada por está conosco nessa causa .Sou mãe de um dos aprovados nas fases do concurso 2017/2018 onde estou apoiando um grupo que passaram em todas as etapas do concurso , fizeram dois meses e 20 dias de formação no Cefap, fizeram as avaliações e por conta de um seis em uma das disciplinas “talvez “os nomes não saíram em lugar nenhum.Sem nenhum respeito ao esforço desses cidadãos que deixaram tudo no sonho de serem policiais militares do estado do Maranhão.
    Fico triste porque:Porque matricularam os mesmos no Centro de formação?Porque fizeram esses jovens acreditarem no sonho?Com perdas nos seus empregos, perdas em valores para exames, roupas e outros objetos exigidos pela polícia?Qual incentivo para que acreditemos em uma política seria e que estudando conseguiremos vencer?Porque se não houver justiça , respeito a todos que fizeram o curso.Cadastro reserva, subjudice ou os 130 que não tiverem os seus nomes na lista somando assim 1930 pessoas, famílias prejudicadas porque apostaram tudo e pra quê? O que adianta incentivar os nossos filhos a sonharem?Acreditar? Se dedicar?… Triste!
    Até os presos pessoas que cometeram crimes na sociedade tem direito a recuperação.Se foi pela nota ,porque todos os 130 foram aprovados nas etapas do concurso por isso foram matriculados no Cfap.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *