Corpo de Bombeiros reforça luta contra o mosquito Aedes aegypti

cbmm
Bombeiros receberam instruções sobre o combate ao mosquito Aedes aegypti e sobre a maneira adequada de realizar abordagens para repasse de orientações.

Cinquenta militares do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) foram capacitados para o combate ao mosquito Aedes Aegypti, na manhã desta quarta-feira (2), por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Os bombeiros vão integrar a força-tarefa de combate ao vetor que transmite dengue, chikungunya e zika vírus.

CBMMA-

Durante as aulas, os militares receberam instruções sobre o combate ao mosquito Aedes e sobre a maneira adequada de realizar abordagens para repasse de orientações. Os agentes da segurança pública aprenderam a adequada manipulação e aplicação de larvicida e indicações sobre os locais de maior incidência de focos do mosquito. Eles foram incentivados ainda a transmitir as medidas preventivas a amigos, familiares e na atuação de rua, de casa em casa.

Corpo de Bombeiros reforça luta contra o mosquito Aedes (2)(1)“A capacitação tem o objetivo de sensibilizar os militares que participaram na mudança de atitude. Acho que é de grande valia e o impacto maior é começar dentro de casa o combate ao mosquito. O trabalho de casa em casa de forma qualificada e adequada pode dar certo, tem um efeito positivo e é de mudança de atitude por parte da população”, disse a soldado Aliny Mendes, uma das participantes da qualificação.

CBMA --

O treinamento trabalha a formação de multiplicadores e colabora para a difusão de orientações à população, além de ser um elemento facilitador da conscientização dos maranhenses. As ações surgiram em fevereiro, a partir da criação do Comitê Interinstitucional de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, e é uma parceria entre Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Maranhão, o Corpo de Bombeiros e a Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Fonte: http://www.ma.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *