Liderada pelo deputado Cabo Campos, comissão se reúne com excedentes da polícia civil

20151028_094712

Liderada pelo deputado Cabo Campos (PP), a Comissão de Segurança Pública realizou reunião ordinária, na manhã desta quarta-feira (28), na Sala das Comissões, onde estiveram reunidos representantes de um grupo de aprovados em concurso da Polícia Civil, que reivindicam nomeação para cargos vagos em quatro categorias: investigador de polícia, perito criminal, escrivão de polícia e auxiliar de perícia médica legal.

Cabo Campos, abriu a reunião pedindo que os excedentes do concurso, realizado no ano de 2012, fizessem uma explanação sobre os entendimentos mantidos com órgãos do governo para garantir a convocação dos aprovados, mas ainda não nomeados nem empossados em seus respectivos cargos.

Durante a reunião, os excedentes do concurso público manifestaram seus pontos de vista acerca das conversações com autoridades do governo e pediram o apoio dos deputados para que, o quanto antes, possam ser convocados para nomeação no Estado. Eles se mostraram preocupados, alegando que a validade do concurso irá expirar no próximo dia 27 de dezembro.

“O importante é que a Assembleia Legislativa do nosso Estado está dando a sua contribuição, buscando um entendimento que seja bom para todos. Já houve avanços e ficamos felizes porque as discussões estão ficando cada vez mais amadurecidas”, declarou o presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Cabo Campos.

Ao término da reunião, os deputados se comprometeram em envidar esforços para que, o quanto antes, o governo faça a chamada final dos aprovados no concurso. “Esta nossa Comissão fará tudo para que os aprovados neste concurso sejam convocados. Agora, cabe uma conversa com os setores competentes do Governo do Estado; e a defesa desta luta de vocês fica por nossa conta”, afirmou o presidente da Comissão de Segurança.

Além dos deputados Cabo Campos e Júnior Verde, a reunião também contou com a presença dos deputados Sousa Neto (PTN), Levi Pontes (SD), Wellington do Curso (PPS), Rafael Leitoa (PDT) e Antônio Pereira (DEM).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *