Resumo da Assembleia Geral dos Militares

Greve-da-PM-e-Bombeiros1
Os militares se reuniram em assembleia Geral na noite desta sexta-feira(11/09), para tratarem de assuntos pertinentes a categoria. Estiveram presentes as entidades do interior e capital, ABOMSUL, ARCSPMIA-Imperatriz, UMI, ART-Chapadinha, Associação das Esposas e Amigos e a ASPOM-Timon.

Inicialmente foram feitos os informes e discutido a pauta. Todos os presentes manifestaram suas insatisfações com o momento atual e com a condução das negociações por parte do Governo e com a atuação do Deputado Estadual Cabo Campos e com a atuação de algumas entidades.

Compareceram em uma visita solidária os membros do SINDJUS (Sindicato dos Servidores do Judiciário), que falou à categoria da luta que está travando contra o Governo na questão dos 21,7%. O presidente do SINDJUS, Aníbal Lins, convidou a todos para a assembléia do servidores do judiciário que ocorreu no sábado e lamentou que esse governo prefira a judicialização das questões, ao diálogo. Que o governo está equivocado e vai perder, disse o presidente.

No final a categoria voltou pelo envio, imediato, de ofício ao Governo exigindo uma reunião com as entidades e o retorno ao diálogo e a concretização dos acordos de Abril, votou pela convocação do Deputado Cabo Campos, para que ele possa prestar contas de sua atuação no Parlamento, votou pelo apoio e incorporação às lutas do SINDJUS no tocante aos 21,7%, inclusive participando de um ato a ser marcado, e marcou para o dia 7 de outubro, na FETIEMA, onde ocorrerá a próxima assembléia geral em São Luís.

Para as lideranças a reunião foi positiva “ consideramos positivo o saldo de nossa reunião e não temos dúvidas de que estamos no caminho certo”, falou uma das lideranças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *